domingo, 3 de dezembro de 2017

Jogo perigoso


Sinopse:

 Jessie (Carla Gugino) e Gerald (Bruce Greenwood) formam um casal em crise. Para salvar o casamento, eles decidem viajar a uma casa isolada, na intenção de passar um fim de semana romântico. 
 O marido leva algemas e decide prender a esposa a cama. Ela hesita a participar do jogo erótico, mas aceita. No entanto, uma vez presa, o marido sofre um ataque cardíaco e morre. 
 Presa à cama, sem ter a quem pedir socorro, Jessie luta pela sobrevivência enquanto se recorda de traumas na infância. 


 Deve ser difícil crescer com certos traumas. Todos temos. Só que em graus e temas diversos.
 Comei a ver esse filme, achando que seria uma versão mais 'pobre' de 50 tons de cinza. Se é que me entendem. Mas o filme supera em muito. 
 Não no teor sexual que eu estava esperando, pois a capa do filme engana, mas na grandeza de expor problemas dentro da família envolvendo crianças que muitos empurram para debaixo do tapete.
 É um problema sério e precisa ser discutido como tal. E as pessoas não o fazem.
 Eu adorei o filme. Para quem enxerga mais do que o drama que acontece na casa isolada, é realmente muito bom.

;)

 E eu só descobri que era baseado em livro agora, na hora de salvar a capa pra resenha. (Risos)
 Preciso ler!

;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário